Moda

Moda

Moda

Moda

O campo da moda pode ser também largamente beneficiado pela impressão em três dimensões. Atualmente, as impressoras 3D têm conseguido produzir roupas com materiais mais “usáveis”, que ficam semelhantes a roupas de tecido no corpo, usando estruturas intermediárias para criar as costuras e entrelaçados presentes em muitas peças.

Uma das grandes vantagens em utilizar a impressão 3D para criar peças seria o fato de elas já estarem prontas para o uso e terem um custo reduzido, o que representaria um método de fabricação mais eficiente do que o modelo atual. As criações para o mundo da moda não param nos acessórios, como bolsas, tiaras e braceletes, mas peças como vestidos e biquínis impressos dessa forma já foram para as passarelas.


Vestido criado para Dita Von Teese (Fonte da imagem: dezeen magazine)

Uma grande dúvida, no entanto, com relação à indústria de roupas é que o diferencial de algumas grandes marcas está no fato de tudo ser feito à mão, com modelos exclusivos. Essa é uma questão que ainda divide alguns estilistas famosos, pois enquanto muitos acreditam que a ideia do “produzido por mãos humanas” seja romantizada, outros ainda preferem lidar com imperfeições de material nas suas produções.

Ainda na área de moda, a confecção de joias já vem se beneficiando da impressão 3D há algum tempo. A indústria utiliza esse método para a criação de protótipos, tanto para a montagem de peças novas, com o objetivo de visualizar como seria o produto, quanto para ideias trazidas por clientes para o desenvolvimento de itens exclusivos (especialmente para o teste e a observação de como seria a peça real no corpo).

Bracelete feito por impressão 3D(Fonte da imagem: i.materialise)

A impressão 3D permite criar designs que seriam praticamente impossíveis devido à grande precisão empregada na criação de estruturas complexas. Aqui, assim como no caso da impressão de roupas e acessórios, o produto também possui a vantagem de ser confeccionado em um período menor de tempo.